O dia em que conheci o Instituto

Fachada do Completo Rozendo Lima, incorporado ao Instituto em 1993

Entrei no Instituto Estadual de Educação duas vezes na vida. Na primeira, para prestar o Enad no fim da faculdade. Na última, há quase dez anos, para fazer uma pesquisa sobre um aparelho destinado a estudantes cegos para meu trabalho. Naquele dia, eu e um colega cruzamos a entrada principal carregando dois protótipos do dispositivo,… Continuar lendo O dia em que conheci o Instituto

Esta lição vale nota: desenhar o Museu da Escola Catarinense

Prédio de 1892 foi ocupado por três instituições de ensino até ser reformado em 2014

O Museu da Escola Catarinense foi minha estreia como coorganizador do Urban Sketchers Florianópolis em fevereiro de 2018. Daquele vigésimo encontro até hoje, se passaram mais de cinquenta sessões coletivas de desenho, ainda que as últimas tenham sido online por causa do isolamento. O edifício no Centro Leste, de estilo neoclássico, é de 1892. Abrigou… Continuar lendo Esta lição vale nota: desenhar o Museu da Escola Catarinense

Urban Sketchers na travessa Ratcliff

Movimentação na travessa Ratcliff durante o encontro de dois anos do Urban Sketchers Florianópolis em 2018

Não é recomendável, mas o sábado na travessa Ratcliff segue como se não houvesse pandemia. Sei disso porque passei de carro há umas semanas e, tirando o movimento um pouco menor, estava tudo como antes. A feijoada do bar do Noel, a roda de samba e a cerveja nos bares que se espalham pelos trinta… Continuar lendo Urban Sketchers na travessa Ratcliff

Fundação Cultural Badesc em nanquim e aquarela

Isolado da rua pelo portão e pelo terreno elevado, o espaço é um respiro da movimentação do Centro

Se tem uma coisa da qual o ex-presidente Nereu Ramos não podia reclamar é do lugar onde morou em Florianópolis entre 1930 e 1945, quando foi deputado federal e governador de Santa Catarina. O casarão amarelo fica na esquina das ruas Artista Bittencourt e Visconde de Ouro Preto, no Centro. Foi construído em 1920 em… Continuar lendo Fundação Cultural Badesc em nanquim e aquarela

Aquarela, vinho e lagosta sapateira

Nada como o receio de estragar a comida para desenhar rápido

Em agosto do ano passado fui à peixaria do Direto do Campo do bairro Saco dos Limões atrás de peixe ou camarão para o fim de semana. Comprei uma anchova para assar no forno e meia dúzia de ostras (aqui em casa, só eu como moluscos com conchas). Enquanto espero o funcionário limpar a anchova,… Continuar lendo Aquarela, vinho e lagosta sapateira

Casarão da Presidente Coutinho: difícil de desenhar

De arquitetura curiosa, casa está em bom estado. Crayon sobre papel kraft

No 70º encontro do Urban Sketchers Florianópolis, arrisquei desenhar na rua. Só que, diferente do casarão anterior, que ficava numa ruela pouco frequentada, o de hoje está plantado na rua Presidente Coutinho, uma daquelas vias de Florianópolis entre o centro e Beira-Mar cheia de prédios residenciais e comerciais, clínicas, padarias e uma galeria de arte.… Continuar lendo Casarão da Presidente Coutinho: difícil de desenhar

Desenhando com música (que eu não escolhi ouvir)

Museu Victor Meirelles e fundos da agência central dos Correios. Nanquim e pastel oleoso

Tenho admiração por caricaturistas de eventos, retratistas de calçadão e outros profissionais que desenham em público com gente passando, sob o olhar dos curiosos e com música de fundo que nem sempre é suave. Em agosto de 2019, senti como é a experiência. Foi quando o Urban Sketchers Florianópolis combinou de fazer um encontro dentro… Continuar lendo Desenhando com música (que eu não escolhi ouvir)

O segundo desenho sempre sai melhor

Caixa d’água ao lado da Igreja de Pedra no Rio Tavares. Nanquim sobre papel

Quem faz desenho de observação sabe que as primeiras tentativas saem um pouco duras. É por isso que as sessões de modelo vivo costumam iniciar com um “aquecimento”, sequências de poses de menos de três minutos para o cérebro entrar no modo de representação visual. No desenho de rua, a gente se perde nos detalhes… Continuar lendo O segundo desenho sempre sai melhor

Só faltou a merenda: um sábado à tarde na antiga escola Silveira de Souza

Planta em formato de “u” guarda pátio interno acessível pelos fundos

Quem passa a pé pela calçada estreita em frente do número 334 da rua Alves de Brito, no centro de Florianópolis, só consegue ver o muro alto pintado de rosa claro. É o endereço onde funcionou a antiga escola Silveira de Souza e que guarda as lembranças de quem estudou lá durante seus quase cem… Continuar lendo Só faltou a merenda: um sábado à tarde na antiga escola Silveira de Souza

Desenhado mais um casarão à espera de ser demolido

Casarão onde funcionava a escola Arte.Dança, no centro de Florianópolis, foi vendido a uma construtora, que também comprou a casa ao lado

Desenhar imóveis ameaçados de demolição está virando tema recorrente do Urban Sketchers Florianópolis. Quando ficamos sabendo que uma edificação de valor arquitetônico está abandonada ou foi arrematada por uma construtora, tratamos de registrá-la antes que vire poeira. É o caso deste casarão ao lado do Hemosc, no número 140 da rua Coronel Lopes Viêira, no… Continuar lendo Desenhado mais um casarão à espera de ser demolido