Casarão da Botânica é única lembrança da fazenda onde hoje fica a UFSC

Apesar das duas décadas de estudo e trabalho dentro da UFSC, só fui visitar o casarão há três anos, quando fiz o desenho

Quem estudou Biologia na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) reconhece o casarão do Departamento de Botânica, construído em 1930. Trata-se da única edificação remanescente da antiga fazenda Assis Brasil, que daria lugar ao campus a partir de 1960. Tenho simpatia por biólogos. Além das amigas e amigos que são da área, tive uma tia… Continuar lendo Casarão da Botânica é única lembrança da fazenda onde hoje fica a UFSC

Carro é fácil de dirigir ou você que se acostumou?

Eu poderia estar em uma sala de espera no consultório com café e música suave mas, em uma pandemia, dentro do carro é mais seguro

Não sei você, mas eu torço para que os carros autônomos tomem as ruas em menos de cinco anos. A esperança é não precisar mais dirigir e que diminuam os acidentes. Afinal, comandar um bólido de uma tonelada a oitenta quilômetros por hora, mantendo dois metros de distância dos outros, é uma atividade que exige… Continuar lendo Carro é fácil de dirigir ou você que se acostumou?

Posto do Hospital de Caridade

O posto de gasolina continua no mesmo lugar, mas a construção circular já foi substituída

Postos de gasolina raramente são exemplos de arquitetura, mas eu gostava de um que ficava no pé do Hospital de Caridade, bem no Centro de Florianópolis. Era o Carioni, sobrenome do dono. O escritório logo atrás das bombas tinha um formato circular com janelões do piso ao teto, bem ao estilo dos anos 60. Deve… Continuar lendo Posto do Hospital de Caridade

Aniversário no restaurante

Única vez em que vi todos os trabalhadores do restaurante do lado de fora

Dá uma certa tristeza ir ao Centro de Eventos da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) e ver o restaurantes e os cafés fechados. O centro é do lado do meu trabalho. Quase todo dia no meio da tarde tomava café com os colegas na praça de alimentação. Às quartas e sextas, saía da natação… Continuar lendo Aniversário no restaurante

Primeira praia do ano e adivinhe? Nublado

Barco na praia da Armação, em Florianópolis. Lápis e lápis aquarelável

Primeiro de janeiro antes das oito da manhã na Armação, localidade afastada no sul da ilha de Florianópolis. Céu cinza escuro, água gelada e vento meio frio pra época. É de se pensar que fosse estar vazio. Que nada. Perto do pedaço da praia onde costumamos abrir as cadeiras, mais de cinquenta pessoas na faixa… Continuar lendo Primeira praia do ano e adivinhe? Nublado

Aeroporto: aqui o tempo não voa

Sentar na poltrona não faz o avião decolar mais rápido. Desenho com caneta tinteiro

Aviões deveriam encurtar viagens. Não dependem de estradas tortuosas, não param para os passageiros comerem misto quente, não enfrentam pedágios nem fazem pinga-pinga nas rodoviárias. Mas não há eficiência que resista a normas, procedimentos e um feriado. No dia depois do réveillon de 2020, lá estou no aeroporto de Guarulhos para embarcar em uma rota… Continuar lendo Aeroporto: aqui o tempo não voa

Vai à praia? Cuidado com o desenhista

É domingo entre réveillon e Carnaval no meio do verão do Covid. O despertador toca duas horas mais cedo. Foi você mesmo que pôs nesse horário ontem de noite, lembra? Moramos em uma cidade que tem praias. É o único jeito de conseguir estacionar o carro e arranjar espaço na areia. Não esqueça da boia… Continuar lendo Vai à praia? Cuidado com o desenhista

Coisas da cozinha

Utensílios de bambu para não arranhar as panelas. Bule de ágata esmaltada para guardar os utensílios. Azeite de oliva para pôr no pão e acrescentar em algumas receita. Tudo usado com mais frequência agora. O vidro de azeite dura menos de um mês e lavamos as espátulas quase todos os dias. Caneta tinteiro Jinhao x750… Continuar lendo Coisas da cozinha