Exposição “Entre as Páginas” - Ivan Jerônimo Abertura: 22/5/2024, quarta-feira, das 17h às 19h30 Visitação: 23/5 a 28/6, das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira Memorial Meyer Filho Praça XV de Novembro, 180, Centro, Florianópolis Realização: Instituto Meyer Filho Apoio: Banco do Brasil, Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes e Prefeitura de Florianópolis

Nanquim nas paredes do Memorial Meyer Filho

Um conjunto de treze ilustrações a nanquim que fiz em 2019 para o livro argentino El Cuerpo vai ver a luz do sol brasileiro pela primeira vez na exposição Através das Páginas, que abre nesta quarta-feira, 22/5, no Memorial Meyer Filho.

Se na publicação impressa os leitores viam os desenhos lado a lado com os poemas – onde a autora, Claudia Masin, comenta sobre a condição feminina através de temas como a raiva da fera presa, o ciclo das plantas e as violências que sofrem os corpos – os visitantes da exposição vão vê-los como entidades autônomas e interpretá-los a partir do título e do que está representado.

O que significa um martelo com asas de libélula, imagem que ilustra o convite e é identificada por Mami? Na exposição, nomeei cada desenho com o título do poema correspondente, que por sua vez recebe o nome de um filme. Assim, uma pessoa atenta vai perceber que Mami é o título que o filme canadense Mommy, de Xavier Dolan, recebeu na Argentina.

Processo

Desenho a traço preto mostrando uma mulher em pé, de costas, que se transforma em um tronco de árvore enraizado da cintura pra baixo. Ela segura um martelo na mão direita
Luna Amarga. Nanquim sobre papel. 29,7 × 42 cm

Meu método começava com a leitura de um poema e prosseguia com esboços das imagens que o texto me sugeria. Não se trata de uma tradução para outro meio, como muitos resumem o ato de ilustrar, mas de criar uma obra tomando outra como partida. Afinal, são diferentes: a leitura é linear, a visualização de um desenho é instantânea.

Um vídeo com as páginas do meu caderno sendo folheadas revela esboços, ideias descartadas e versões alternativas que resultaram na arte final a nanquim. Os originais foram desenhados com um instrumento criado para a prática da caligrafia contemporânea, derivado do antigo tira-linhas.

O espaço

Na sala de exposicões do Memorial Meyer Filho, o artista Ivan Jerônimo de costas e curadora Kamilla Nunes avaliam a disposição das obras emolduradas antes de pendurá-las
Decisão sobre a disposição das obras com a curadora Kamilla Nunes. Foto: Carol Grilo

O conjunto de ilustrações é importante para mim não só porque representa um exercício bem sucedido de criação sem a referência da observação, mas também pela força dos desenhos, seja pelo traço irregular, seja pelo tema.

Sempre achei que o material deveria ser exposto e fiquei contente com a possibilidade de exibi-lo no Memorial Meyer Filho, que abriu as portas para minha primeira mostra individual.

O Memorial foi concebido em homenagem a Meyer Filho, sob coordenação de Sandra Meyer, e está localizado no centro histórico de Florianópolis. O espaço iniciou com eventos voltados a sua obra e, a partir de 2008, Kamilla Nunes assumiu a curadoria do espaço, trazendo outros artistas contemporâneos e mostras que articulavam a inventividade do pintor e desenhista catarinense.

Recomendação: sempre tenha uma exposição pronta. Nunca se sabe quando uma oportunidade dessas pode aparecer.


Serviço

Entre as Páginas
Exposição de desenhos de Ivan Jerônimo
Abertura: 22 de maio de 2024, quarta-feira, das 17h às 19h30
Visitação: 23 de maio a 28 de junho, de segunda a sexta-feira, das 12 às 18h
Memorial Meyer Filho
Praça XV de Novembro, 180, Centro
Florianópolis, Santa Catarina

Comentários

7 respostas para “Nanquim nas paredes do Memorial Meyer Filho”

  1. Dulce Penna

    Parabéns Jerônimo. Fique bem curiosa para visitar tua exposição!!!! Um abraço e sucesso!!!

    1. Obrigado, Dulce.

      Esse é um dos projetos editoriais dos quais mais me orgulho. E filmei todo o caderno de esboços para mostrar numa tela que vai estar no espaço.

      Abraços!

  2. Que legal! Espaço maravilhoso para tua estreia individual Ivan! Parabéns e sucesso!👏👏

    1. Valeu, Maria Esmênia!

      Sim, é um espaço que tem aberto espaço a parte importante da arte contemporânea daqui.

  3. Bernadete Quadro

    Parabéns, gosto muito dos teus traços. Interessante essa abordagem, das páginas do livro para a parede! Genial!

    1. Oi, Bernadete.

      A transição das ilustrações de um livro para uma exposição é outra lógica. Fomos dispondo as obras tentando encontrar pontos em comum ou algum elemento que fizesse relação com outra próxima.

      Abraços!

  4. […] vídeo aí acima mostra como foi fazer as ilustrações que estarão na exposição Entre as páginas, que abre quarta-feira aqui em Florianópolis no Memorial Meyer […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *