Um empurrãozinho forte no Instagram

Um empurrãozinho forte no Instagram

É quase inverno, um daqueles dias de céu azul comuns em junho. Mesmo sendo sábado, a praia do Forte está vazia. O restaurante em frente ao mar tem só duas mesas ocupadas.

Compro o ingresso para entrar no forte de São José da Ponta Grossa, local do encontro do Urban Sketchers Florianópolis.

As lembranças que tenho do lugar quando criança são de ruínas cheias de rabiscos. O cheiro de mijo e a escuridão espantavam quem queria conhecer o calabouço e a casa da guarda. Ainda bem que, em 1991, o Projeto Fortalezas da Ilha de Santa Catarina, liderado pela UFSC e Iphan, restaurou o conjunto. Inicialmente sob jurisdição do Exército Brasileiro, a fortaleza hoje é cedida à Universidade.

Abro a banqueta no gramado do platô inferior, que dá vista para a rampa e as construções mais acima. Como vou passar duas horas sentado, me protejo do vento com um casaco impermeável e cachecol, contrastando com outros visitantes de bermuda.

Conversas

Quando estou mais adiantado na aquarela, passa um casal com uma criança pequena. O marido, à frente, registra o passeio com celular.

— Posso filmar o desenho? — pergunta ele.

— Claro — respondo.

Ele e a esposa fazem as perguntas usuais: por que estou desenhando, como faz para participar, de onde somos, etc. Explico que é um hobby, que os encontros são abertos e faço o convite para participarem.

O cara sai andando, mas a mulher fica para trás:

— Ele tem 14 mil seguidores no Instagram e pode ajudar a divulgar seu trabalho — afirma ela.

— Legal! Vou te passar minha conta.

Ela avisa que irá me marcar quando postar o vídeo. À noite, vem a notificação no celular. As fotos do perfil mostram o marido levantando pesos e exibindo os músculos. Na postagem mais recente, ele agradece à família e a Deus por ter alcançado seus objetivos.

Penso em uma maneira de retribuir o favor, mas não me ocorre nenhuma amiga ou amigo que pudesse seguir o cara.

E até agora não apareceu nenhum rato de academia, nem para desenhar com a gente, nem para comprar minhas obras. Pelo jeito, desenho e maromba operam em universos distintos.


  • Pena de bambu
  • Nanquim tipo sumi
  • Pincel tipo waterbrush
  • Aquarela
  • Sketchbook Hahnemühle A3

5 respostas para “Um empurrãozinho forte no Instagram”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.