Quem desenha, faz amigos

Encontre o desenhista brasileiro (dica: não está usando preto). Fotos: Carol Grilo

Imagine chegar num lugar para desenhar em grupo, mas sem conhecer ninguém. Por onde começo? Como funciona? Foi assim que me senti há exatos quatro anos, quando participei de um encontro do Urban Sketchers Medellín, na Colômbia. Foi uma coincidência feliz estarmos lá no mesmo final de semana em que eles faziam sua 99ª sessão.… Continuar lendo Quem desenha, faz amigos

Desenhando o CIC

Vista dos fundos do CIC. Pastel seco sobre papel mostarda

Quando o Urban Sketchers Florianópolis expôs os desenhos dos participantes no Espaço das Oficinas de Arte do CIC (Centro Integrado de Cultura), programou também um encontro no próprio prédio na semana seguinte à da abertura. Foi uma forma de retribuir a cessão de um espaço público e também a oportunidade de atrair os visitantes da… Continuar lendo Desenhando o CIC

O retiro que a novela transformou em hospital

Desenho da Casa de Retiros Vila Fátima no 43º encontro do Urban Sketchers Florianópolis

Quando chegam visitas de outras cidades, trato logo de levá-las ao retiro do Morro das Pedras. Não para mantê-las longe das tentações terrenas – essa responsabilidade não é minha – mas para apresentar uma das vistas mais bonitas de Florianópolis: as praias do Morro das Pedras e da Armação vistas de cima da colina. A… Continuar lendo O retiro que a novela transformou em hospital

Edifício Zigurate, 1988

Projeto de 1988 é exemplar mais evidente do estilo pós-moderno em Florianópolis. Nanquim e aquarela sobre papel

Quando o designer de interiores e colunista Sandro Clemes me disse que estava convidando artistas para representar a arquitetura de Florianópolis nos trinta anos após a Constituição de 1988, lembrei na hora do edifício Zigurate. “Está na lista”, confirmou ele. — Então já reserva pra mim — respondi. A exposição Constituintes Urbanos foi aberta no… Continuar lendo Edifício Zigurate, 1988

Igreja da Lagoa em tira-linhas e nanquim

Igreja já recebeu duas visitas de D. Pedro 2º e uma do Urban Sketchers Florianópolis

A dificuldade de desenhar a igreja da Lagoa está na fachada, uma grande área branca que tem só dois elementos – a janela circular e a porta. Sem frisos, frontões e nem colunas para alinhar as proporções, é preciso estimar as distâncias no olho. A Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, seu nome oficial, foi… Continuar lendo Igreja da Lagoa em tira-linhas e nanquim

Desenho de uma casa ausente

Residência que ficava no Centro de Florianópolis. Pastel seco sobre papel kraft

É raro eu desenhar a partir de fotos, ainda mais quando se trata de arquitetura urbana. Seria perder a oportunidade de sair para a rua, sentir a atmosfera do lugar e conversar com moradores, como tantas vezes acontece. Mas no caso desta casa na rua Germano Wendhausen, no centro de Florianópolis, não houve jeito. Pertencia… Continuar lendo Desenho de uma casa ausente

Fundação Cultural Badesc em nanquim e aquarela

Isolado da rua pelo portão e pelo terreno elevado, o espaço é um respiro da movimentação do Centro

Se tem uma coisa da qual o ex-presidente Nereu Ramos não podia reclamar é do lugar onde morou em Florianópolis entre 1930 e 1945, quando foi deputado federal e governador de Santa Catarina. O casarão amarelo fica na esquina das ruas Artista Bittencourt e Visconde de Ouro Preto, no Centro. Foi construído em 1920 em… Continuar lendo Fundação Cultural Badesc em nanquim e aquarela

Sketch no bate-papo sobre arquiteto Hans Broos

Escuto a palestra, mas desenho. Conversa sobre o arquiteto Hans Broos no Porão

Pelo título do evento, Conversas de Porão: Hans Broos e o Brutalismo em Florianópolis, parece valer a pena enfrentar o trânsito do trabalho até o Centro em uma terça-feira à noite. É fevereiro de 2019. Chegamos com a casa cheia. O bar e espaço de apresentações Porão divide um casarão histórico com o Hub Casacanto,… Continuar lendo Sketch no bate-papo sobre arquiteto Hans Broos