Primeira praia do ano e adivinhe? Nublado

Barco na praia da Armação, em Florianópolis. Lápis e lápis aquarelável

Primeiro de janeiro antes das oito da manhã na Armação, localidade afastada no sul da ilha de Florianópolis. Céu cinza escuro, água gelada e vento meio frio pra época. É de se pensar que fosse estar vazio. Que nada. Perto do pedaço da praia onde costumamos abrir as cadeiras, mais de cinquenta pessoas na faixa… Continuar lendo Primeira praia do ano e adivinhe? Nublado

Vai à praia? Cuidado com o desenhista

É domingo entre réveillon e Carnaval no meio do verão do Covid. O despertador toca duas horas mais cedo. Foi você mesmo que pôs nesse horário ontem de noite, lembra? Moramos em uma cidade que tem praias. É o único jeito de conseguir estacionar o carro e arranjar espaço na areia. Não esqueça da boia… Continuar lendo Vai à praia? Cuidado com o desenhista

Bosque Pedro Medeiros

Único porém de desenhar de manhã cedo: a luz muda rápido

A pouco mais da metade dessa obra-prima da arte ocidental, me quebra a ponta do lápis aquarelável. É o único instrumento que trouxe comigo além do pincel com água. É janeiro. Ainda estou de férias. Acordamos cedo, saímos de casa por sair, de vontade de respirar outros ares, e fomos conhecer o bosque Pedro Medeiros,… Continuar lendo Bosque Pedro Medeiros