Posto do Hospital de Caridade

O posto de gasolina continua no mesmo lugar, mas a construção circular já foi substituída

Postos de gasolina raramente são exemplos de arquitetura, mas eu gostava de um que ficava no pé do Hospital de Caridade, bem no Centro de Florianópolis. Era o Carioni, sobrenome do dono. O escritório logo atrás das bombas tinha um formato circular com janelões do piso ao teto, bem ao estilo dos anos 60. Deve… Continuar lendo Posto do Hospital de Caridade

Primeira praia do ano e adivinhe? Nublado

Barco na praia da Armação, em Florianópolis. Lápis e lápis aquarelável

Primeiro de janeiro antes das oito da manhã na Armação, localidade afastada no sul da ilha de Florianópolis. Céu cinza escuro, água gelada e vento meio frio pra época. É de se pensar que fosse estar vazio. Que nada. Perto do pedaço da praia onde costumamos abrir as cadeiras, mais de cinquenta pessoas na faixa… Continuar lendo Primeira praia do ano e adivinhe? Nublado

Vai à praia? Cuidado com o desenhista

É domingo entre réveillon e Carnaval no meio do verão do Covid. O despertador toca duas horas mais cedo. Foi você mesmo que pôs nesse horário ontem de noite, lembra? Moramos em uma cidade que tem praias. É o único jeito de conseguir estacionar o carro e arranjar espaço na areia. Não esqueça da boia… Continuar lendo Vai à praia? Cuidado com o desenhista

Bosque Pedro Medeiros

Único porém de desenhar de manhã cedo: a luz muda rápido

A pouco mais da metade dessa obra-prima da arte ocidental, me quebra a ponta do lápis aquarelável. É o único instrumento que trouxe comigo além do pincel com água. É janeiro. Ainda estou de férias. Acordamos cedo, saímos de casa por sair, de vontade de respirar outros ares, e fomos conhecer o bosque Pedro Medeiros,… Continuar lendo Bosque Pedro Medeiros