Crowdfunding caligráfico

Kit com seis penas (tira-linhas) do projeto Dreaming Dogs

Saiu um projeto novo no Catarse para produzir tira-linhas específicos de caligrafia. Iniciativa de um casal do Rio Grande do Sul, chama-se Dreaming Dogs e é promissor.

Tira-linhas (ruling pen em inglês) hoje são artigos raros (lembra daquela parte do compasso parecida com uma pinça, com um parafuso no meio?) Eram usados por desenhistas técnicos para traçar linhas (daí o nome) e caíram em desuso já com as canetas tipo Rapidograph na década de 70. Foram resgatados por letristas e calígrafos, que descobriram que mudando a posição do instrumento dava para conseguir efeitos interessantes.

Até agora, o calígrafo que mora no Brasil tinha três opções: tentar arranjar um usado de um arquiteto ou engenheiro aposentado, fazer um com lata de alumínio (chamado de cola-pen) ou comprar um tira-linhas artesanal dos EUA ou Argentina e sofrer com nosso câmbio e frete.

No Catarse do projeto Dreaming Dogs, o apoio mais em conta para uma única caneta custa R$ 85. Para os seis modelos, sai R$ 307 incluindo uma capa, mas há várias outras opções.