El Cuerpo · Claudia Masin


Fotografia: Cecilia A. E.

La más

maravillosa música es la que nace

de la pobreza y la fealdad, no lo saben

los que nunca la han bailado: es como un halo

bajo el cual todo se convierte en su contrario,

la muerte misma retrocede y se le entrega mansa

Claudia Masin

No fim de 2019, fiquei dois meses de molho, avesso a compromissos fora de casa.

A razão: havia recebido um convite para ilustrar os poemas da autora argentina Claudia Masin reunidos no livro El Cuerpo. A proposta veio da editora Magdalena Almada, amiga desde os tempos de colégio graças a um programa de intercâmbio entre nossas escolas em Florianópolis e Córdoba.

Me tranquei no ateliê e produzi treze desenhos a nanquim que se intercalam entre os 25 textos de Masin em uma belíssima edição.

A autora usa filmes como pontos de partida. Faço o mesmo com seus poemas: procuro por analogias e relações que transmitam as imagens insinuadas pelos textos, sem ir atrás das obras cinematográficas. Os títulos, porém, deixam pistas, já que alguns coincidem com aqueles em português.

A leitura do conjunto dos poemas acaba revelando uma linha que os une. Claudia Masin parece comentar sobre a condição feminina através de imagens recorrentes: a raiva que sente a fera presa, o ciclo das plantas e as violências que sofrem os corpos.

O título foi lançado em junho de 2020 e faz parte da Colección PUEnTE, imágenes & textos, da Editorial Portaculturas.

Onde encontrar

Pelo Instagram da livraria Portaculturas.

Saiba mais

  • El Cuerpo
  • Claudia Masin (poesias)
  • Ivan Jerônimo (ilustrações)
  • Editores: Micaela van Muylem, Magdalena Gonzalez Almada e Javier Folco
  • Design editorial: Cecilia A. E.
  • Tipografia: Omnibus-Type
  • Editorial Portaculturas, 2020, Córdoba, Argentina
  • 100 páginas
  • ISBN: 9789874669261